O projeto Dançarte, considerado o maior evento de artes cênicas do norte do país, estreia programação em Marabá, na semana de aniversário dos 105 anos da cidade. O projeto é patrocinado pela Vale por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura – Lei Rouanet. Serão sete dias de atividades, incluindo palestras, workshop e oficinas de interpretação teatral, dança e shows, que iniciam neste domingo, 1º de abril. Todas as atividades são gratuitas e integram a programação oficial de aniversário da cidade, numa parceria da Vale com a Prefeitura Municipal de Marabá.

Para participar das oficinas e palestras, os interessados precisam se inscrever no domingo, 1º de abril, no Cine Marrocos, que fica na Marabá Pioneira. O horário de inscrição é às 10 horas. As vagas são limitadas e as palestras e oficinas iniciam a partir de segunda-feira (2/4).

Além das atividades do Dançarte, a Vale lançará um vídeo para homenagear Marabá, mostrando as belezas existentes na “cidade poema”, assim conhecida em alusão ao poema de Gonçalves Dias, que eternizou a cidade em seus versos. O vídeo será postado no perfil da Vale no Facebook.

Este ano, a edição histórica do Dançarte terá 50 dias de programação pelos 10 anos de fundação e, por conta do patrocínio da Vale, além de Marabá, o evento passará pelos municípios de  Parauapebas, Curionópolis, Canaã dos Carajás e Belém entre os meses de abril e maio, promovendo um intercâmbio cultural.  “Ao patrocinar iniciativas como o Dançarte, a Vale possibilita a conexão de pessoas, culturas, ideias e locais. Esse projeto contribui para o desenvolvimento de trabalhos criativos com os talentos locais e para a valorização da cultura das regiões”, destaca Christiana Saldanha, gerente de Patrocínios da Vale.

O criador e produtor executivo do Dançarte, Will Júnior, reforça a importância de estrear a interiorização do festival por Marabá. “Sempre foi um sonho descentralizar o evento da capital e levá-lo para outras regiões do Pará, oferecendo à população acesso à cultura de forma democrática. Nada mais entusiasmante que começar por Marabá, no momento do aniversário do município. É um presente para nós e para a cidade”, destaca.

A Vale em Marabá:

A Vale vem contribuindo para o desenvolvimento socioeconômico e cultural das cidades onde desenvolve suas operações. Em Marabá, a Vale está presente na vida da cidade através da  Estrada de Ferro Carajás, da Mina do Salobo – maior unidade de cobre da empresa no Brasil -,  e da Estação Conhecimento de Marabá.

Por meio do Salobo, a empresa contribui diretamente para o desenvolvimento socioeconômico de Marabá (PA) seja por conta da arrecadação da Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (CFEM), seja por conta das parcerias e convênios firmados com a Prefeitura Municipal.

Para se ter uma ideia, durante a fase de implantação do Salobo, no ano de  2007, a Vale investiu mais de R$ 14,8 milhões somente em educação, saúde e infraestrutura na cidade. Na área de saúde foram realizadas reformas de postos de saúde, compra de equipamentos hospitalares, entre outros. Na área de educação, foram feitas reformas, construídas e ampliadas escolas, ginásios esportivos e quadras poliesportivas.

A pavimentação de estradas marcou os investimentos em infraestrutura. Em Marabá, a Vale viabilizou a construção da Estrada das Mangueiras, ligação viária entre núcleos urbanos do município.

Recentemente, a empresa reformou e revitalizou um dos principais cartões-postais da cidade, a ponte rodoferroviária de Marabá. O investimento foi de quase R$ 25 milhões, incluindo a instalação do sistema de iluminação pública, renovação do revestimento asfáltico e ampliação da segurança na via, com vedação de vão entre as duas estruturas (rodoviária e ferroviária), entre outras melhorias.

A Estrada de Ferro Carajás também abrange Marabá. Pelos trilhos que são transportados minérios, grãos e combustível. Marabá também é atendida pelo Trem de Passageiros que transporta cerca de 1.300 pessoas por viagem.

A cidade também conta a Estação Conhecimento de Marabá, espaço que atendemais de 1.000 pessoas em programas regulares, beneficia mais de 520 crianças e adolescentes inseridas em atividades socioeducativas, esportivas e culturais e promove a inclusão de mais de 240 adultos em atividades educativas, como cursos profissionalizantes e oficinas de saúde.