Os temporais não param no Norte do Brasil. Com a grande disponibilidade de ar úmido e quente, muitas nuvens carregadas crescem por quase toda a Região e provocam fortes pancadas de chuva.

No Pará, a chuva voltou a cair moderada a forte no leste/nordeste do estado, que foi a região onde mais choveu no Brasil em fevereiro. Em Xinguara choveu quase 75 mm em 6 horas. A região de Paraupebas acumulou cerca 63 mm em 3 horas de chuva durante a noite da quinta-feira, segundo o CEMADEN – Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais.

No Tocantins, a chuvarada não deu trégua durante a quinta-feira, 8 de março. A região de Pedro Afonso acumulou quase 90 mm de chuva, mas a maior parte da água (63 mm) caiu em apenas 2 horas. Araguaçu acumulava 63 mm até às 21 horas da quinta-feira. Os dados são do INMET – Instituto Nacional de Meteorologia.

Mais chuva

O tempo permanece instável nesta sexta-feira e no fim de semana sobre praticamente toda a Região Norte. A previsão é de muitas pancadas de chuva que podem ser fortes, intercaladas com períodos de sol. Só não há expectativa de chuva para o extremo norte da Região, onde estão Roraima e região de Barcelos, no Amazonas.

Mas o Tocantins e leste do Pará devem ter temporais mais frequentes e vão acumular mais chuva do que outras áreas. Esta é uma situação preocupante, pois o grande volume de chuva nos próximos dias vai aumentar ainda mais o nível dos rios nas bacias dos rios Tocantins e Xingu, que estão bastante elevados.

As capitais Macapá, Belém, Palmas, Manaus, Porto Velho e Rio Branco ficam sujeitas a chuva forte nesta sexta-feira e no fim de semana.

Redação/Portal Canaã com informações do Clima Tempo