Após a confirmação da prisão de Lula, por corrupção e lavagem de dinheiro, neste sábado (7), onde começará a cumprir a pena de 12 anos e 1 mês de prisão pela condenação no caso do triplex em Guarujá (SP), muitos foram os políticos que comemoraram e lamentaram o acontecimento.

O primeiro registrado no Portal Canaã foi a do Senador Jader Barbalho que prestou solidariedade em sua conta do Twitter ao ex-presidente. E hoje (8), de manhã, por surpresa, foi o então prefeito de Canaã dos Carajás que compartilhou em grupos do whatsapp uma nota informal também de solidariedade ao Lula e fez algumas críticas à parte da sociedade que comemora a prisão do ex-presidente.

Leia abaixo o texto veiculado por Jeová, na madrugada deste domingo.

“Hoje é um dia muito triste para milhões de brasileiros, que reconhecem no Lula, como o Presidente que restaurou a esperança de uma nação, que tirou muita gente da linha da pobreza extrema, que melhorou a vida da maioria dos brasileiros, que implacou [emplacou] vários projetos socias [sociais]; etc… Por outro lado, tem muita gente feliz; gente que nunca apoiou nem acreditou no Lula, outos [outros] que apoiaram e acreditaram e, que foram felizes durante o mandato dele, e que hoje tem ódio.

A democracia, permite essa comoção de tristeza, que deixou muita gente com o coração partido, e, também a manifestação de ódio e uma falsa alegria, daqueles que atribuem as dificuldades do Brasil, a um partido ou a um cidadão. As dificuldades do Brasil, são culpa de todos os partidos, e de milhões de brasileiros, que não assume a sua cidadania, que sempre joga a culpa do fracasso, ao próximo, e não tem humildade o bastante, para reconhecer, que as vezes é muito mais desonesto, mas inconsciente, mais desumano de que o seu próximo.

Todos nós brasileiros, precisamos mais de Deus, precisamos reconhecer que nenhum de nós, somos aptos a atirar a primeira pedra. Que Deus tenha misericórdia de todos os brasileiros! Solidariedade a todos!

Jeová Andrade”

Redação/Portal Canaã